Alonso: “Essa foi a corrida mais chata de todas”

Fernando Alonso se juntou a Lewis Hamilton, criticando fortemente o GP de Mônaco, chamando-o de “provavelmente a corrida mais chata de todas na Fórmula 1”.

O britânico tetracampeão disse que dormiria se tivesse que assistir à corrida. Uma opinião semelhante a do espanhol, que também, teve as expectativas frustradas na prova. Alonso parecia se encaminhar para um sétimo lugar, mas um problema na caixa de câmbio, fez com que ele fosse a primeira vítima de abandono, na monótona etapa em Monte Carlo.

“Extremamente chato. Quero dizer, esta é provavelmente a corrida mais chata de todos os tempos. Sem um safety car, sem bandeiras amarelas, acho que o esporte precisa pensar um pouco sobre o show, porque isso é muito decepcionante. Provavelmente a corrida mais chata de todas na Fórmula 1”, disse Alonso no paddock de Mônaco.

A prova chegou a ter uma interferência na parte final, quando um safety car virtual entrou em cena, após a batida entre Charles Leclerc em Brendon Hartley. Mas como sabido – o safety virtual – somente reduz a velocidade dos carros em pista e não permite um reinicio próximo entre os carros, uma vez que as distâncias entre eles é mantida.

O espanhol diz ainda que provavelmente é preciso “dar algo para os fãs” no final da corrida, em uma tentativa de “justificar a compra do ingresso”. Alonso também revela que, a falta de ação é motivada por causa das características da pista de Mônaco e não por causa dos carros em si.

“Eu acho que é apenas Mônaco, é assim que é. Eu acho que foi muito chato sem um carro de segurança ou qualquer coisa. Nós apenas começamos em nossa posição e corremos até a bandeira quadriculada naquela posição”, explicou Alonso.