Alonso critica novo formato de treino classificatório

Fernando Alonso acredita que a confusão em torno de potenciais alterações ao formato de classificação da F1 para a temporada de 2016, é “triste”.

Os chefes da F1 estão considerando uma reformulação para o formato de três estágios que está em vigor desde 2006, introduzindo um elemento de eliminação em intervalos de 90 segundos nas fases finais de cada segmento.

Mas as mudanças têm levado a confusão sobre como implementar o sistema, que Alonso acredita, reflete negativamente sobre a F1.

“Estou triste pela categoria porque não parece certo, do lado de fora, quando alteram o formato de classificação três vezes em uma semana”, disse Alonso. “Pretendemos mudar. Ninguém fez nada oficial”.

“Se eu fosse um dirigente de outro esporte, eu olharia para a F1 um pouco surpreso. Não acho que está certo. Há muitas mudanças, e a complexidade das regras para os espectadores é muito alta”.

Vários pilotos se reuniram com o diretor de prova da FIA, Charlie Whiting, na quarta-feira à noite, e apesar de Alonso não comparecer, ele disse que concordava com aqueles que são contra o sistema.

“Eu não estava na reunião, mas qualquer das coisas que meus companheiros disseram, concordo completamente”, acrescentou. “É unânime. Queremos simplicidade nas regras”.

Alonso acha que os pilotos vão se adaptar a qualquer sistema de classificação escolhido, mas manifestou interesse em voltar para o formato de uma única volta usada antes das mudanças de 2006.

“Até mesmo o formato de uma volta, a super pole que fizemos, era muito espetacular”, disse ele. “Todos têm uma volta com cobertura televisiva”.

“É simples, você faz uma volta, freia tarde, perde uma curva, talvez largue em 15º. Há também muita adrenalina naquela volta”.

“Eu não sei, o que eles decidirem, vamos aceitar, assim como fiz durante os últimos 16 anos”.