Alfa Romeo quase forneceu motores para a Toro Rosso em 2016

Sergio Marchionne, presidente da Ferrari, queria que a Toro Rosso fosse impulsionada por motores com a marca Alfa Romeo em 2016.

Esta é a afirmação da revista alemã ‘Auto Bild Motorsport’, após a chamada crise de motor da Red Bull que quase silenciou a companhia de bebidas energéticas na Fórmula 1.

Para 2016, a Renault concordou em remover sua marca das unidades de potência da equipe principal da Red Bull, enquanto a Toro Rosso garantiu o fornecimento dos motores Ferrari especificação 2015.

No entanto, a revista alega que Marchionne ofereceu como solução para a Toro Rosso um acordo da Alfa Romeo.

“Isso fracassou por causa de dinheiro”, declarou uma fonte da Red Bull, supostamente se referindo a um número próximo a 30 milhões de euros. “Marchionne queria que Toro Rosso ou Red Bull bancassem os custos de desenvolvimento inicial do novo motor”.

A Red Bull recusou o acordo, decidindo que o plano alternativo do fornecimento de um motor Ferrari do ano passado era suficientemente bom para sua equipe júnior.