FIA apresentará proteção para cockpit na próxima sexta-feira

A FIA vai apresentar sua solução preferida para a proteção do cockpit na Fórmula 1 em uma reunião dos diretores técnicos na sexta-feira, segundo o site da revista britânica ‘Autosport’.

Três designs diferentes que foram propostos há algum tempo e foram testados novamente na semana passada, com o projeto da Mercedes agora emergindo como o favorito.

A meta da FIA é introduzir o dispositivo na próxima temporada, mas ainda há vários obstáculos a serem superados. Uma das preocupações neste estágio é que o projeto não absorve energia. Portanto, ele precisa ser forte o suficiente para resistir ao impacto de uma roda, por exemplo.

Sabe-se que os pilotos aprovam o design, mas uma dificuldade da perspectiva deles é que, apesar da visibilidade normal para frente ficar relativamente livre, olhar para cima – como na Eau Rouge de Spa ou na curva 1 de Austin – pode ser mais problemático.

Entretanto, a FIA está determinada a finalmente implementar alguma forma de dispositivo depois dos vários incidentes que ocorreram nos últimos anos.

O projeto poderia não ter impedido as mortes de Jules Bianchi e Dan Wheldon, mas em relação aos acidentes que tiraram a vida de Justin Wilson e Henry Surtees, tal solução provavelmente teria sido benéfica.

Ao contrário de um cockpit totalmente fechado, que foi analisado no passado, o projeto também permite uma retirada relativamente simples do piloto no caso de um acidente.

O assunto será discutido na sexta-feira, e os dirigentes técnicos posteriormente irão avaliar como implementá-lo em um carro atual.

Duas áreas de design importantes estão relacionadas a como o projeto ficaria fixado no carro: se haveria uma articulação em certo ponto e quais reforços seriam necessários no chassi.

Um conceito universal seria mais prático do ponto de vista da FIA, mas a federação aceita que cada equipe poderia preferir ter liberdade de design, o que obrigaria cada um a ser testado independentemente.