Reportagem indica que Williams estaria estudando troca pelos motores Honda

Rob Smedley, da Williams, minimizou as sugestões de que a equipe baseada em Grove poderia estar pensando em abandonar os motores Mercedes.

A especulação surgiu há alguns dias, quando Damon Hill sugeriu que desistir das unidades de potência alemãs poderia ser a única maneira da equipe recuperar sua glória do passado. Pode haver mais na história do que apenas a opinião de Hill.

A fonte alemã ‘Auto Bild Motorsport’ alega que a Williams de fato está considerando a troca para motores Honda. Como a McLaren-Honda, uma colaboração entre Williams e Honda não seria nova, após os campeonatos mundiais de 1986 e 1987.

No ano passado, Ron Dennis, todo-poderoso da McLaren, vetou o fornecimento dos motores Honda à Red Bull, mas a ‘Auto Bild’ diz que ele está mais aberto à ideia de um acordo com a Williams. Entretanto, Smedley minimizou os rumores.

“Antes de tudo, estamos realmente felizes com o nível de serviço e com a própria unidade de potência que recebemos da Mercedes”, afirmou ele.

Smedley admitiu que a Williams ficou um passo de desenvolvimento atrás da equipe de fábrica da Mercedes no ano passado, mas indicou que a igualdade retornará em 2016.

“Acredito que, no geral, estamos bastante satisfeitos”, insistiu. “A Mercedes é uma equipe muito profissional e também fornece uma unidade de potência incrível”.