Chefe da ART Grand Prix pode assumir diretoria da Renault

A Renault deverá nomear Frederic Vasseur, chefe da ART Grand Prix, para o recém-criado cargo de diretor de corrida dentro de sua equipe de Fórmula 1, revelou o site da revista britânica ‘Autosport’.

Como parte da reformulação da antiga estrutura da Lotus, a Renault vai dispensar a função de chefe da equipe – como McLaren e Mercedes já fizeram.

De acordo com fontes, uma equipe de gerenciamento será estabelecida a fim de lidar com os aspectos político e de negócios da F1 moderna.

A posição de diretor de corrida foi criada com o objetivo de cuidar de todos os assuntos esportivos envolvendo a equipe. Vasseur é visto como o candidato ideal, e as discussões estão em estágio avançado.

Ao lado de Vasseur, Nick Chester continuará sendo o diretor técnico.

Nos bastidores, Cyril Abiteboul, diretor de gerenciamento da Renault Sport F1, se tornará CEO das operações de Viry e Enstone, cuidando de todos os aspectos relacionados ao motor.

Gerard Lopez, ex-proprietário da Lotus que manteve uma participação acionária e uma posição no conselho da equipe após a compra, vai lidar com os assuntos envolvendo os direitos comerciais e Bernie Ecclestone.

Alain Prost, tetracampeão mundial de F1, assumirá o cargo de embaixador, mas isso ainda não foi confirmado.