Escândalo envolvendo patrocinador de Maldonado pode render vaga a Magnussen

Kevin Magnussen supostamente está conversando com a Renault a respeito da possibilidade de substituir Pastor Maldonado em 2016.

Especulações indicam que, após comprar a Lotus, a montadora francesa poderia estar repensando os contratos da equipe baseada em Enstone com Maldonado e Jolyon Palmer.

No entanto, acreditava-se que Palmer corria mais risco, já que Maldonado possui o controverso patrocínio de 50 milhões de dólares por ano da petrolífera estatal venezuelana PDVSA.

Contudo, a PDVSA está envolvida em um escândalo de corrupção, e o jornal britânico ‘Telegraph’ confirma que a “incerteza política na Venezuela” deixou a vaga de Maldonado em dúvida.

Ao mesmo tempo, o correspondente Daniel Johnson disse que Magnussen, ex-reserva da McLaren, “está conversando com a nova equipe Renault”.

Citando fontes, o jornal acrescentou: “Magnussen esteve na fábrica da equipe em Enstone por dois dias na semana passada para conversar com executivos”.

Porém, é mais provável que Magnussen, que recentemente testou carros de Le Mans e DTM, seja contratado como piloto reserva. A Renault não comentou o assunto.