Red Bull espera enfrentar começo difícil de temporada

A Red Bull vai ter dificuldades no início da temporada de Fórmula 1 de 2016, admite Christian Horner, mas ele acha que sua equipe vai subir novamente, já que manteve os seus principais profissionais.

Os tetracampeões de 2010 a 2013 tiveram um ano difícil em 2015, com problemas especialmente com os motores Renault. A Red Bull tentou negociar uma troca para a Mercedes, Ferrari ou Honda, mas manteve a parceria com os franceses e irá rebatizar suas unidades de potência de TAG Heuer.

Horner – um crítico feroz da Renault no ano passado – duvida que haverá uma recuperação iminente de desempenho do motor no início de 2016. “(2015 foi) um desafio diferente e não perdemos qualquer um dos principais membros da equipe”, disse ele. “A equipe fez um tremendo trabalho com foco no chassi, que foi desenvolvido ao longo do ano”.

“Eu acredito que nós temos um chassi muito forte. Nós apenas temos que pisar em ovos por um momento até chegarmos de volta à frente, a nossa hora vai chegar de novo”, opinou o chefe da Red Bull, que acredita que sua equipe ficou mais forte após um ano de adversidade.

“Às vezes isso junta mais um grupo e eu sinto que a equipe está mais próxima do que jamais esteve”, explicou Horner. “Do ponto de vista da equipe, não acho que foi um ano ruim. Fomos muito fortes na estratégia, nossos pit-stops foram os melhores. Tivemos um ótimo carro”.

“Aproveitamos as três oportunidades que pudessem estar disponíveis para nós em Mônaco, Hungria e Cingapura. Em duas delas chegamos ao segundo degrau do pódio. Como equipe, quando você faz uma análise, fizemos um trabalho muito forte. Certas coisas estão além da nossa responsabilidade, não podemos controlar. Você só pode se preocupar com as coisas que você pode controlar”, concluiu.