Ron Dennis reprova “novo” comportamento de Lewis Hamilton

Ron Dennis admitiu ter “sentimentos distintos” quando observa a versão pós McLaren de Lewis Hamilton.

Hamilton correu um risco ao deixar a então competitiva McLaren no final de 2012 para se juntar à Mercedes, onde ele diz que tem muito mais liberdade para expressar e explorar a sua verdadeira personalidade.

Desde então, além de ter conquistado mais dois títulos mundiais, ele se tornou o “novo” Hamilton atual – coberto de joias e tatuagens, explorando a moda e a música e até mesmo provocando controvérsias constantes.

Dennis, chefe da McLaren, declarou à ‘Marketing Magazine’: “Eu não aprovo tudo o que ele faz ou diz”.

Ele já se considerou um “segundo pai” do tricampeão mundial, mas hoje em dia o vê com “sentimentos distintos”.

“Mas, de qualquer modo, grandes atletas são grandes por causa dos sacrifícios que precisam fazer. E às vezes os sacrifícios ocorrem em uma parte formativa de sua infância, então eles nem sempre passam por todo o processo social certo, ou por comportamentos e tendências desejáveis”, acrescentou Dennis.

“Se ele estivesse na McLaren, não estaria se comportando desta maneira porque não teria permissão. Ele está provocando algumas polêmicas desnecessárias”.