Williams decide não apelar da desclassificação de Felipe Massa do GP do Brasil

A Williams decidiu não apelar contra a decisão da FIA de excluir Felipe Massa da sua oitava posição no GP do Brasil por irregularidades na temperatura e pressão de um pneu.

A equipe enviou uma notificação de apelação no domingo no Brasil, e então tinha 96 horas para decidir se seguira em frente.

Apesar de a equipe estar convencida que não ofendeu o regulamento e que tem evidências para provar isto, decidiu não seguir com a formalidade dado que os pontos perdidos não fazem diferença na situação do Mundial de Construtores, e que haveria custos legais envolvidos.

“Depois de uma detalhada consideração, a equipe concluiu que, apesar de não concordar com a exclusão e acreditando que tem evidências suficientes com as quais contestaria de maneira bem sucedida, não irá formalmente apelar da decisão já que uma data para audiência é pouco provável até depois do fim da temporada impactando um momento em que a equipe quer ter suas atenções voltadas para sua temporada de 2016”.

A FIA determinou que a equipe quebrou o Artigo 12.5.1 do Regulamento Técnico da Fórmula 1, Artigo 3.2 do Regulamento Esportivo da Fórmula 1 e o Artigo 12.1.1.i do Código Esportivo Internacional da FIA depois do pneu traseiro direito ser reportado a 137oC, ou 27oC acima da temperatura máxima permitida.

No entanto, a equipe tinha dados que indicavam que a temperatura não tinha ido além dos 107oC.