Kevin Magnussen acredita que em 2017 pode surgir oportunidade para retornar

Kevin Magnussen está de olho em 2017 como uma oportunidade de trazer sua carreira de corridas na F1 de volta aos trilhos. O dinamarquês, que foi demitido da McLaren, está procurando por um papel alternativo como piloto reserva em 2016 em combinação com um assento de corrida em outros lugares, potencialmente com a Porsche no WEC.

Magnussen diz que foi recentemente citado erroneamente quando relatos sugeriram que ele tinha recusado ficar na F1 no próximo ano como piloto reserva.

“Nós poderíamos muito bem considerar isto”, disse ele ao jornal dinamarquês ‘BT’. “Pelo menos, não excluo isso. Mas não há nada definido e ainda estou considerando minhas opções”.

Magnussen, que foi deslocado para o papel de reserva pela McLaren este ano após uma única temporada de corridas em 2014, acha que manter um pé dentro da F1 pode ser uma boa ideia, pois 2017 está se configurando como uma oportunidade potencial.

“Provavelmente haverá um rearranjo dos pilotos em breve”, disse ele. “Talvez em 2017 ou dentro de alguns anos, quando muitos cockpits devem desocupar”.

Ele está se referindo ao fato de que, enquanto o grid está permanecendo em grande parte o mesmo no próximo ano, muitos pilotos experientes – Kimi Raikkonen, Felipe Massa, Jenson Button e Fernando Alonso – agora estão em torno dos 30 anos.

“Por isso seria bom”, Magnussen explicou, “permanecer ligado à F1 tanto quanto possível”.