Circuito das Américas ganha prazo para pagar taxas ao Bernie Ecclestone

O ‘chefão’ da Fórmula 1, Bernie Ecclestone, confirmou que ele está dando um tempo extra para o Circuito das Américas pagar as taxas para receber a corrida deste ano, depois de uma redução no suporte financeiro estatal.

As taxas para receber a etapa, que chega ao montante em torno de 30 milhões de dólares, devem ser pagas três meses antes da corrida, mas os organizadores ainda não fizeram os pagamentos praticamente um mês depois do evento.

“Dissemos que eles podem pagar mais tarde neste ano”, foi citado Ecclestone pelo jornal ‘Austin American-Statesman’. “Eles pegam dinheiro do estado, e o dinheiro do estado está atrasado, então é por isto que estamos atrasados”.

O adiamento de Ecclestone vem logo depois do governo estatal do Texas confirmar que está reduzindo seu subsídio que paga o circuito, como um resultado dos novos métodos implementados para controlar o impacto econômico.

O circuito texano recebeu 25 milhões de dólares do estado em 2012, 2013 e 2014, mas deve ser cortado em mais de 20% para 2015, para em torno de 19,5 milhões, apesar da taxa anual para receber a corrida ter aumentado.

O chefe do COTA, Bobby Epstein, anteriormente admitiu que a redução do estado é um grande golpe.

“Para usar um termo técnico, eu acho que estamos ferrados”, comentou Epstein há algumas semanas conforme a F1Mania/LANCE! adiantou, adicionando: “Esta notícia nos acertou. Ninguém podia prever isto. Mas a grande questão agora é, ‘a corrida vai voltar?’”.

Falando nesta semana, Epstein afirmou que o pagamento atrasado ainda poderia ser um problema: “É ok pagar depois da corrida, mas se eles não dão o suficiente para você pagar a multa, ainda é complicado”.