Depois de 30 anos, Tag Heuer deixa a McLaren e patrocina a Red Bull a partir de 2016

A McLaren confirmou que a sua associação de 30 anos com a fabricante suíça de relógios Tag Heuer terminará neste ano, depois de o patrocinador revelar uma mudança para a rival Red Bull.

O CEO da Tag Heuer, Jean-Claude Bivet, disse à revista ‘L’Hebdo’ que assinou um acordo com a Red Bull para 2016, terminando a sua longa parceria com a McLaren.

A McLaren, que já está sem um patrocinador principal desde a saída da Vodafone no final de 2013, também confirmou a separação.

“A parceria da McLaren com a Tag Heuer foi uma das mais bem sucedidas e duradouras da história do esporte”, disse um porta-voz da equipe ao holandês ‘GPUpdate.net’.

“Na pista, a equipe venceu corridas e campeonatos com heróis icônicos como Alain Prost, Ayrton Senna, Mika Hakkinen e Lewis Hamilton. Fora da pista, a associação da Tag Heuer com a equipe fez com que seus relógios tornassem-se globalmente sinônimo de alta tecnologia, precisão e velocidade – três dos principais pilares da marca McLaren”.

“É com gratidão que anunciamos o fim da nossa parceria de 30 anos, ambos satisfeitos com um trabalho bem feito”.

“Nosso relacionamento com a dono da Tag Heuer, a LVMH, continua através da nossa nova parceria com a Chandon, anunciada no mês passado”.

A saída da Tag Heuer vem um ano depois de outro patrocinador de longa data, Hugo Boss, mudar-se para a rival Mercedes. A Mercedes estava associada com a McLaren há 33 anos.