Lewis Hamilton lidera último treino livre no Brasil

O inglês Lewis Hamilton, da Mercedes, liderou a última sessão de treinos livres válida pelo GP do Brasil, penúltima etapa da temporada 2015 de Fórmula 1, seguido pelo seu companheiro alemão Nico Rosberg e o também alemão Sebastian Vettel, da Ferrari, repetindo a ordem que vimos na sexta-feira.

A quarta e a quinta posições ficaram com os finlandeses Kimi Raikkonen, companheiro de Vettel, e Valtteri Bottas, da Williams.

Quem não conseguiu repetir o bom desempenho da sexta-feira foram os dois pilotos da Red Bull, o australiano Daniel Ricciardo e o russo Daniil Kvyat, que terminaram na 11ª e 13ª posições, respectivamente.

Subiu então a Force India, que conseguiu colocar o alemão Nico Hulkenberg na sexta posição e o mexicano Sérgio Perez em oitavo.

O francês Romain Grosjean, da Lotus, em sétimo, seu companheiro venezuelano Pastor Maldonado e o holandês Max Verstappen, da Toro Rosso, completaram os dez primeiros colocados do treino. Verstappen, que vinha bem posicionado durante os 45 minutos iniciais da sessão de 60, acabou tendo a melhor volta dos seus pneus macios atrapalhada e caiu na tabela.

Costumeiramente, os pilotos usam a primeira metade da sessão para fazer os últimos ajustes e longas saídas visando a corrida com os pneus mais duros, enquanto que a segunda metade é dedicada a buscar o melhor ajuste para o treino classificatório, pneus macios e então as melhores voltas.

E realmente foi nos 15 minutos finais da sessão em que os melhores tempos de volta vieram.

Hamilton deu um susto na equipe Mercedes ainda na primeira metade da sessão quando seu carro parou na pista sem conseguir engatar outras marchas. Dos boxes, seus engenheiros pediram para que o piloto britânico reiniciasse o carro e funcionou, retornando ao treino e o liderando.

O piloto brasileiro Felipe Massa, companheiro de Bottas, continuou sofrendo para encontrar aderência, enquanto muitos outros já a encontraram, foi amplamente superado pelo seu companheiro Bottas, ao terminar o treino na 12ª posição.

O espanhol Fernando Alonso, da McLaren, conseguiu superar não só a dupla da Manor, mas também a dupla da Sauber.

Marcus Ericsson, que corre pela equipe suíça, foi o 16º mais rápido, conseguiu superar por 1 décimo o seu companheiro brasileiro Felipe Nasr.

A F1Mania/LANCE! acompanha em TEMPO REAL, hoje a partir das 14h (horário brasileiro de verão), o treino que define o grid de largada do GP do Brasil.