FIA abre processo para selecionar fabricante de motor barato para 2017

A entidade reguladora da Fórmula 1, a FIA, iniciou oficialmente o processo de encontrar uma potencial alternativa aos atuais fornecedores de motores a partir de 2017 ao chamar empresas interessadas para expressarem seu interesse.

O ‘chefão’ da Fórmula 1, Bernie Ecclestone, e o presidente da FIA, Jean Todt, vêm pedindo por motores mais baratos para as equipes independentes, dado os custos dos atuais motores.

“A FIA decidiu lançar uma consulta entre as fabricantes de motores para potencialmente identificar para as temporadas 2017, 2018 e 2019 um fornecedor exclusivo de motores alternativos que terão permissão para fornecer seus motores alternativas somente aos competidores que se inscreverem para estas temporadas”, lê-se num comunicado distribuído pela FIA.

“A FIA está chamando as fabricantes para expressarem seu interesse para identificarmos candidatos interessados em se tornarem fornecedores exclusivos de um motor alternativo para as equipes”.

“Este convite para expressão de interesse é governado pelas leis francesas”.

As partes interessadas deverão registrar os seus interesses até a segunda-feira, 23 de novembro deste ano.

Como parte do processo, os fabricantes interessados deverão incluir informações sobre sua situação econômica e financeira, e capacidade técnica. Se aceitos, eles entrarão num processo de seletivo.