Mesmo depois de pendurar o capacete, Wurz quer manter a presidência da GPDA

Alex Wurz quer manter sua posição como presidente da Associação de Pilotos da Fórmula 1, a GPDA. O ex-piloto de Fórmula 1, que nos últimos anos correu pela Toyota em Le Mans, anunciou que está pendurando seu capacete. Mas disse ao jornal austríaco ‘Kleine Zeitung’ que não está deixando o automobilismo completamente.

“Eu poderia manter minhas tarefas atuais se quiser”, disse o piloto de 41 anos. “Como empresário na Williams ou como comentarista na TV. É realmente interessante para mim ter uma posição de conselheiro no projeto de autódromos como fiz em Austin”.

E ele disse à ‘Radio Le Mans’ nesta quinta-feira que ele também quer continuar trabalhando pela GPDA, a união independente e volta para a segurança dos pilotos de F1. “O trabalho é interessante e importante”, disse Wurz. “E foi uma grande honra para mim quando 100% dos pilotos me quiseram para assumir o cargo. Isto significa que estou fazendo algo certo”.