Red Bull usará novo motor da Renault no GP do Brasil

A Renault confirmou que a Red Bull vai usar o seu novo motor no GP do Brasil. A fabricante francesa usou 11 dos 12 ‘tokens’ de desenvolvimento que dispunha para trabalhar em melhorias que estavam disponíveis desde o GP dos EUA.

No entanto, após reuniões com a Red Bull, foi decidido não introduzi-lo em Austin.

Isso porque o ganho de dois décimos por volta que as melhorias apresentavam não valeria uma penalidade de grid de 10 lugares, numa pista que acreditavam serem competitivos.

Além disso, não foi utilizado no México na semana passada por causa das exigências únicas que a alta altitude impunha nas unidades de potência.

Mas, como inicialmente acertado no mês passado, a Renault e Red Bull introduzirão o motor em Interlagos no próximo fim de semana.

Não está claro nesta fase, no entanto, se ambos os pilotos, Daniel Ricciardo e Daniil Kvyat, vão usá-lo ou apenas um deles.

A Red Bull e Renault vão tomar uma decisão final sobre isto na próxima semana, depois de terminarem uma análise completa do ciclo de vida de suas atuais unidades de potência.

A outra equipe da Renault, a Toro Rosso, já decidiu por não usar o novo motor Renault nesta temporada.