Haas revela que teria assinado com Magnussen se Grosjean declinasse oferta

A Haas teria assinado com Kevin Magnussen como seu primeiro piloto para 2016 se falhassem as tentativas de persuadir Romain Grosjean, revelou o chefe de equipe Gene Haas.

Magnussen foi piloto reserva da McLaren este ano, tendo perdido o seu lugar na equipe, apesar de uma impressionante temporada de estreia em 2014, que incluiu um pódio na Austrália e vencendo Jenson Button na classificação por 10 a 9.

Com Magnussen dizendo no início deste ano que não iria se contentar com mais uma temporada nos bastidores em 2016, a Haas fez contato com o dinamarquês, mas Gene Haas disse que o fato de conseguirem persuadir Grosjean, aniquilou o acordo.

“Nós conversamos com Magnussen, que era um candidato muito bom”, disse Haas. “Ele era muito respeitado pela McLaren. De fato, se Romain tivesse negado, teríamos contratado Magnussen como primeiro piloto”.

Haas também revelou que a equipe Haas tinha conversado com outro piloto do grid atual, mas depois de um mês de negociações a estrela sem nome, eventualmente, decidiu ficar com a sua equipe atual.

A McLaren confirmou em meados de outubro que não iria segurar Magnussen em 2016, e com a Haas anunciando Esteban Gutierrez como seu segundo piloto no México, a Manor agora é a única equipe com vagas prováveis para o próximo ano.