Dono da Red Bull critica falta de esportividade das equipes rivais

Dietrich Mateschitz acusou os rivais da Red Bull de falta de “coragem e espírito esportivo” para fornecer motores à equipe em 2016.

“A situação é muito simples”, explicou o proprietário da Red Bull ao jornal austríaco ‘Salzburger Nachrichten’. “Não recebemos nenhum dos motores existentes porque eles nos temem ou sabem que seremos mais rápidos do que suas equipes de fábrica”.

Portanto, apesar da companhia de bebidas energéticas ter se mostrado disposta a pagar milhões de dólares para Mercedes, Ferrari ou até mesmo Honda, o que está faltando é “coragem e espírito esportivo, o que não se pode comprar”, segundo Mateschitz.

Acredita-se que a última opção da Red Bull poderia ser um acordo que completaria o rompimento com a Renault, mas permitiria à equipe utilizar um motor sem marca baseado na unidade de potência da montadora francesa no próximo ano.

Mateschitz não comentou esses relatos, mas admitiu que existem algumas soluções “complicadas” que não foram inteiramente descartadas.