Pedro Piquet volta a acelerar pelo campeonato da FIA Fórmula 3 Euro em Nürburgring

Depois de pontuar nas últimas duas rodadas da temporada, piloto brasileiro tenta se aproximar do top10 na classificação geral

O brasileiro Pedro Piquet encara neste fim de semana o antepenúltimo desafio pela temporada-2017 da FIA Fórmula 3 Euro, no circuito alemão de Nürburgring. Depois de pontuar nas últimas duas rodadas triplas, o piloto da Van Amersfoort tenta se aproximar do top10 na classificação geral – faltando duas rodadas triplas, ele está a 26 pontos do décimo colocado, com 225 em jogo nas nove corridas restantes.

Os pilotos da F3 vão correr no traçado alternativo de 3,629 quilômetros, utilizado em competições na Alemanha, em vez dos 5,1 quilômetros usados na Fórmula 1 e nas 24 Horas de Nürbugring. O miolo no início da pista é o mesmo, com uma curva de 180 graus fazendo a ligação com a parte final do traçado.

Diante disso, Nürburgring é tida pelos pilotos da Fórmula 3 como uma pista de difíceis ultrapassagens, o que torna os treinos classificatórios fundamentais. Portanto, aproveitar a janela ideal de funcionamento dos pneus nos treinos será decisivo.

A semana começou de forma especial para Pedro, que guiou durante um festival de carros antigos em Zandvoort (Holanda) o Fórmula 3 com o qual o pai, o tricampeão mundial Nelson Piquet, conquistou o título inglês de 1978, o que abriu as portas para a Fórmula 1.

Depois de disputar a rodada de Nürburgring, Pedro voltará ao Brasil para participar da primeira etapa da Porsche Império GT3 Cup na categoria Endurance, no Velo Città. Piquet correrá com um carro patrocinado pela Michelin e em parceria com Marçal Müller.
Programação em Nürburgring*:

Sexta-feira, 8 de setembro
6h05 – Primeiro treino livre
6h50 – Segundo treino livre
12h10 – Classificação corrida 1

Sábado, 9 de setembro
5h05 – Corrida 1
11h10 – Classificações corridas 2 e 3

Domingo, 10 de setembro
6h25 – Corrida 2
11h15 – Corrida 3

*horários de Brasília/programação sujeita a alterações

O que disse Pedro Piquet:

“Foi muito divertido pilotar o carro do meu pai! O evento foi maravilhoso e pilotei durante 20 minutos. Tive de me acostumar ao câmbio manual, já que foi a primeira vez que guiei um Fórmula 3 assim. Eu me senti até vulnerável no carro, com a posição de sentar muito alta e meus ombros saindo. Foi muito legal sentir o que os pilotos de antigamente faziam. Quanto à etapa de Nürburgring, é uma pista na qual os tempos são bem apertados. Não é tão curta, mas geralmente está todo mundo ali próximo. A corrida do ano passado não foi o nosso forte, mas depois tivemos dois dias de testes e foram muito bons, então estou bem confiante. É uma daquelas pistas em que a classificação tem muita influência, embora não tanto como Zandvoort. Há como passar, mas também é difícil. Vamos focar na classificação. Os pneus estão um pouco mais moles esse ano, o tempo vira antes. Então temos de ver a melhor estratégia dos pneus para as classificações, são três jogos para as duas classificações. Temos de ver se usamos dois jogos para o primeiro treino ou dois para o segundo. Vamos focar nessas últimas corridas para termos bons resultados “.