Carlos Cunha vence na abertura da temporada da F-3 Brasil

Carlos Cunha Filho é o primeiro vencedor da temporada 2016 da Fórmula 3 Brasil. Na tarde deste sábado (9) aconteceu a corrida inaugural do ano no Autódromo do Velopark (RS) e, após ver Matheus Iorio abandonar, o piloto da CF3 apenas manteve a diferença para trazer o triunfo para casa. Guilherme Samaia foi o segundo, com Artur Fortunato completando o pódio do dia. Pela F3 Light o paranaense Renan Pietrowski foi o destaque e venceu em sua estreia.

A etapa de abertura do campeonato de monopostos teve o titular do carro #34, Matheus Iorio, largando da pole-position e após 21 voltas a vitória não parecia distante. No entanto, após um problema de câmbio, o vice-campeão de 2015 se viu obrigado a abandonar precocemente a bateria 1 do final de semana.

As disputas ao longo da corrida deram um tom extra de emoção. Durante os quase 30 minutos de prova o piloto do carro #41, Artur Fortunato, se viu brigando com diversos pilotos dentro da pista. O primeiro foi Igor Fraga, e o titular da A. Fortunato F3 Racing acabou levando o melhor, assim como quando bateu roda contra Pedro Cardoso.

Quando o cronômetro marcava 11 minutos para a bandeira quadriculada, um carro de segurança foi necessário na pista para a retirada dos carros de Matheus Muniz e Leonardo Raucci, que ficaram parados em uma das áreas de escape do circuito.

Olhos voltados, no entanto, para os estreantes da categoria F3 A. Do top-10 da corrida, cinco estavam em sua primeira aparição. Igor Fraga, que ano passado correu na F3 Light, ficou com a quarta colocação, com o estreante Luis Felipe Branquinho em seu encalço. Yurik Carvalho foi o sexto, seguido por Pedro Cardoso, Thiago Vivacqua, Renan Pietrowski e Pedro Caland.

Foi a primeira vitória da carreira de Carlos Cunha na categoria. “Eu cometi um erro na classificação, e nossa meta era largar bem. O problema é que eu errei também na largada, caí para quarto ou quinto. Consegui recuperar, vinha chegando em um ritmo bom. Os retardatários atrapalharam um pouco, mas depois disso o ritmo voltou. No final eu estava com uma dor nas costas e eu não conseguia frear direito, o que atrapalhou um pouco, mas graças a Deus consegui aguentar e passar o (Thiago) Vivaqua e no final vencemos a corrida”, disse.

Pietrowski, piloto da PropCar na classe Light, destacou o trabalho de recuperação rumo à vitória. “Eu errei um pouco na largada, mas aos poucos consegui recuperar terreno. Durante a aproximação eu percebi que meu adversário também havia cometido um erro e consegui chegar para ultrapassar. Batalhei ao máximo por esta vitória para mim e para a equipe”, declarou.

A largada para a segunda bateria da Fórmula 3 Brasil no Velopark acontece neste domingo (10) às 8h45. Os seis primeiros da prova de hoje largam em ordem invertida – o que coloca Yurik Carvalho na posição de honra. A prova terá 30 minutos mais uma volta de duração.

 

Resultado Corrida 1*k:
1-) 54 – Carlos Cunha – CF3 – 32 voltas em 28min38s015 (média de 152,7 km/h)
2-) 77 – Guilherme Samaia – Cesario F3 – a 2s469
3-) 41 – Artur Fortunato – A Fortunato F3 Racing – a 6s197
4-) 55 – Igor Fraga – Prop Car Racing – a 11s241
5-) 10 – L. Felipe Branquinho – RR Racing – a 18s816
6-) 95 – Yurik Carvalho – Hitech Racing – a 20s238
7-) 43 – Pedro Cardoso – Hitech GP – a 29s497
8-) 36 – Thiago Vivacqua – Hitech Racing – a 1 volta
9-) 48 – Renan Pietrowski – Prop Car Racing (LIGHT) – 1 volta
10-) 52 – Pedro Caland – Hitech GP (LIGHT) – 1 volta
11-) 12 – Christian Hahn – CF3 – a 2 voltas

NÃO COMPLETOU
12-) 34 – Matheus Iorio – Cesario F3 – a 11 voltas
13-) 27 – Matheus Muniz – Prop Car Racing – a 14 voltas
14-) 87 – Leonardo Raucci – RR Racing – a 19 voltas
15-) 91 – Leonardo de Souza – Kemba Racing – a 31 voltas
16-) 3 – Leandro Guedes – RR Racing Light (LIGHT) – não largou

MELHOR VOLTA: Matheus Iorio, 48s984 (167,4 km/h)

*Resultados sujeitos a verificações técnicas e desportivas