Rene Rast vence pela primeira vez e assume a liderança do campeonato

A primeira vitória de Rene Rast na segunda bateria do DTM em Hungaroring enviou o piloto da Audi para o topo do campeonato de pilotos por um único ponto.

Tendo tomado sua segunda pole seguida no domingo, Rast teve uma excelente largada para liderar a corrida.

Marco Wittmann, da BMW, por outro lado, teve uma partida lenta a partir da segunda posição, permitindo que o piloto da Audi, Nico Muller, passasse para o segundo lugar.

Enquanto os três primeiros inicialmente ficaram sem problemas, uma estratégia inteligente de Mattias Ekstrom fez com que ele se jogasse na disputa pela vitória da corrida.

Parando cedo, na terceira volta, Ekstrom adotou uma estratégia similar à sua tentativa na corrida dominical de Lausitzring – onde ele parou na primeira volta para subir de oitavo para segundo.

Mais uma vez esta mostrou ser uma estratégia bem sucedida, que acabou por liderar a corrida, já que o trio líder de Rast, Muller e Wittmann parou mais de cinco voltas mais tarde para trocar os pneus.

Ekstrom não foi o único piloto a parar precocemente com sucesso. Maxime Martin, da BMW, parou duas voltas mais cedo do que o novo líder, e foi capaz de superar Muller e Martin para correr em terceiro tendo começado a corrida no último lugar.

A partir de então, Rast passou a maior parte da corrida com a sombra de Ekstrom, e ele finalmente fez um movimento com apenas alguns minutos para o fim, passando por seu companheiro Audi na primeira curva.

Ele não conseguiu aumentar a diferença depois, mas Rast segurou-se para vencer, seguido de perto por Ekstrom.

Quase foi 1-2-3 para a Audi, mas Martin conseguiu manter Muller atrás para negar um final memorável à marca mais dominante do fim de semana.

Muller ficou com o quarto lugar à frente de Jamie Green, que fez duas grandes manobras sobre Paul di Resta e Wittmann para quinto, já que o carro deste último falhou enquanto corria em sexto com duas voltas para o fim.

Isso promoveu a Mercedes mais rápida de Di Resta para sexta, o piloto da Mercedes seguido por Timo Glock e Robert Wickens.

O top 10 foi completado por Gary Paffett e Mike Rockenfeller, o último perdendo seu quinto lugar no grid após ter que largar do pit-lane, mas tirando o máximo de um pit-stop na primeira volta.

Rockenfeller colocou Paffett sob pressão no final, mas sua tentativa de ultrapassagem resultou em forçar o piloto da Mercedes para fora da pista, pelo que ele está sob investigação.

Além de Wittmann, Lucas Auer foi o único outro piloto a não terminar a corrida, deixando o ex-líder do campeonato fora da disputa com uma pobre largada e depois se retirando nos boxes.

 

Confira o resultado da segunda bateria do DTM em Hungaroring, Budapeste:

1) René Rast (Audi)
2) Mattias Ekström (Audi)
3) Maxime Martin (BMW)
4) Nico Müller (Audi)
5) Jamie Green (Audi)
6) Paul Di Resta (Mercedes)
7) Timo Glock (BMW)
8) Robert Wickens (Mercedes)
9) Gary Paffett (Mercedes)
10) M.Rockenfeller (Audi)
11) Edoardo Mortara (Mercedes)
12) Augusto Farfus (BMW)
13) Tom Blomqvist (BMW)
14) Bruno Spengler (BMW)
15) Maro Engel (Mercedes)
16) Loïc Duval (Audi)
17) Marco Wittmann (BMW)
OUT) Lucas Auer (Mercedes)