Oitavo lugar basta, e Marcio Campos é bicampeão em Interlagos

Corrida final da temporada foi bastante movimentada, com várias ultrapassagens e histórias de drama com os protagonistas ao título. Vitória na prova foi de Edson Coelho Jr.

 

Marcio Campos repetiu o feito de 2015 e tornou-se bicampeão Brasileiro de Turismo. O piloto da Motortech Competições, que chegou a Interlagos na condição de líder do campeonato com apenas quatro pontos à frente de seu companheiro de equipe Gabriel Robe, precisou terminar a prova na oitava posição para conquistar seu segundo título na principal categoria de acesso à Stock Car.

“Com certeza foi a prova mais difícil do ano. Perdi velocidade com a queda de rendimento do motor, e isso foi piorando. Cheguei a achar que não conseguiria, mas a equipe conseguiu consertar. O sentimento é de alívio”, disse o bicampeão, que chegou a 205 pontos e não pôde ser alcançado nem mesmo pelo vencedor da prova, Edson Coelho Jr, que também reunia chances matemáticas de título. “A equipe trabalhou muito por esta vitória e estou muito feliz. Viemos enfrentando algumas dificuldades, mas enfim, tudo o que me interessava hoje era a vitória para assim fechar o ano em alta, e atingimos o objetivo”, disse o piloto mineiro.

A vitória do piloto mineiro da W2, sua terceira na temporada, o alçou ao vice-campeonato com 199 pontos, empatado com Gabriel Robe, que se envolveu em um acidente com Dennis Dirani na parte inicial da corrida e cruzou a linha de chegada apenas na nona posição.

Lukas Moraes fez novamente boa corrida para terminar na segunda posição, à frente de Marco Cozzi, que fechou o campeonato na quarta posição com 190. O piloto da C2/History fez corrida agressiva, principalmente na parte inicial, quando foi à caça do então líder e pole position Pietro Rimbano. A ambos, só a vitória interessava, mas seria necessário que Campos não completasse a prova.

Rimbano, que aparecia como o último piloto a alimentar chances, tentou fazer sua parte. Entretanto, o piloto de 18 anos rodou enquanto liderava a disputa e não completou a corrida.

Resultado – Corrida Final:
1-) 99 Edson Coelho (W2 Racing) – 17 voltas em 32min54s987 (média de 133.6 km/h)
2-) 11 Lukas Moraes (Nascar Motorsport) – a 1s761
3-) 23 Marco Cozzi (C2 Team) – a 3s621
4-) 77 Raphael Reis (Hitech Racing) – a 5s855
5-) 69 Gustavo Myasava (J. Star Racing) – a 9s557
6-) 79 Adibe Marques (Cimed Racing) – a 23s455
7-) 86 Gustavo Frigotto (RKL Comp./Água da Serra) – a 36s599
8-) 31 Marcio Campos (Motortech Competições) – a 1 volta
9-) 35 Gabriel Robe (Motortech Competições) – a 2 voltas
NÃO COMPLETARAM
10-) 17 Pietro Rimbano (Cimed Racing) – a 6 voltas
11-) 128 Dennis Dirani (W2 Racing) – 9 voltas
12-) 10 Raphael Cordeiro (RKL Comp./Água da Serra) – a 15 voltas
13 70 Giulio Borlenghi Hitech Racing – a 17 voltas
14-) 33 Antonio Matiazzi (Nascar Motorsport) – excluído
MELHOR VOLTA: Dennis Dirani, 1min47s890 (143.9 km/h)
*Resultados sujeitos a verificações técnicas e desportivas

CLASSIFICAÇÃO FINAL DO CAMPEONATO:
1-) 31 Marcio Campos – 205 pontos
2-) 35 Gabriel Robe – 199
3-) 99 Edson Coelho – 199
4-) 23 Marco Cozzi – 190
5-) 17 Pietro Rimbano – 150
6-) 77 Raphael Reis – 142
7-) 11 Lukas Moraes – 139
8-) 69 Gustavo Myasava – 129
9-) 86 Gustavo Frigotto – 120
10-) 128 Dennis Dirani – 114
11-) 79 Adibe Marques – 107
12-) 33 Antonio Matiazi -105
13-) 2 Mauri Zacarelli – 52
14-) 83 Gabriel Casagrande – 40
15-) 70 Giulio Borlenghi – 30
16-) 7 Luca Milani – 20
17-) 9 Felipe Donato – 17
18-) 94 Gustavo Kiryla – 17
19-) 1 Danilo Estrela – 16
20-) 107 Edson Bueno – 15
21-) 41 Artur Fortunato – 12
22-) 10 Raphael Cordeiro – 0

CAMPEONATO DE EQUIPES:
1 – Motortech Competições, 404
2 – W2 Racing, 313
3 – C2 Team, 264
4 – Cimed Racing, 257
5 – Hitech Racing, 172
6 – J. Star Racing, 158
7 – RKL Competições, 135
8 – RR Racing, 107
9 – Nascar Motorsport, 81
10 – RZ Motorsport, 66