Márcio Campos vence em casa. Decisão fica para Interlagos

Márcio Campos disputou duas corridas em uma na manhã deste domingo (8) no circuito de Tarumã, em Viamão (RS). Na primeira, ele largou da pole position e controlou a insana pressão exercida por Felipe Guimarães, que pulou para o segundo lugar já na largada; a segunda corrida, a partir da volta 12, foi mais tranquila e o gaúcho correu controlando a vantagem que variava entre um e dois segundos para seu companheiro de equipe Gabriel Robe. Foi a primeira dobradinha da Motortech Competições na temporada, e justamente na etapa em que o time corre em casa.

“Sem imprevistos hoje, graças a Deus. No começo da corrida o Guimarães estava muito rápido, eu fiquei impressionado. Eu comecei a tentar me defender, mas ele estava mais rápido do que eu e conseguiu a ultrapassagem. A partir dali eu comecei a pensar em economizar pneus, e foi isso que comecei a fazer. Ele teve problemas, entrou o Safety Car e então eu tentei andar o mais ‘liso’ possível. O carro estava se comportando muito bem; consegui poupar pneus e isso foi fundamental para a vitória aqui”, disse Campos que chegou a ser ultrapassado por Guimarães na curva 1, mas logo o brasiliense parou com problemas técnicos no carro #66, o que forçou a entrada do Safety Car para a retirada do bólido.

Com a vitória, Campos ampliou sua liderança no campeonato e alimenta 26 pontos de vantagem para Dennis Dirani, que chegou em quarto lugar. A decisão do título, assim, fica para a etapa de São Paulo no dia 13 de dezembro em Interlagos – a corrida terá pontuação dobrada, o que deixa apenas o pilotos da Motortech e da Shell Racing em condições de conquistar o título.

Marco Cozzi, que teve de trocar o motor de seu carro do treino livre para o classificatório, subiu ao pódio em terceiro lugar e recuperou a terceira posição na tabela, agora com 112 pontos contra 143 de Dirani e 169 de Campos. A diferença para o líder, no entanto, já supera os 40 pontos que estarão em jogo na decisão, e assim o paulista não tem mais chances de conquistar o título.

Ele superou Dennis na parte inicial da corrida, ainda na segunda volta. No final da prova, o paulista pressionou Gabriel Robe na tentativa de ganhar o segundo posto, mas com a pressão que voltou a ser exercida pelo piloto da Shell Racing, o piloto da W2/History manteve a posição.

Interlagos recebe a decisão do campeonato no dia 13 de dezembro com 40 pontos em jogo.

Resultado da sétima etapa*:

1-) 31.Marcio Campos (Motortech Competições) – 28 voltas em 36min32s165 (média de 141,1 km/h)

2-) 35. Gabriel Robe (Motortech Competições) – a 2s256

3-) 23. Marco Cozzi (W2 Racing) – a 2s736

4-) 128. Dennis Dirani (Voxx Racing) – a 3s091

5-) 86. Gustavo Frigotto (R K L Motorsports 2) – a 12s782

6-) 11. Pedro Boesel (R Sports) – a 14s832

7-) 111. Lukas Moraes (RR Racing) – a 19s031

8-) 79. Adibe Marques (Voxx Racing) – a 28s859

9-) 33. Antonio Matiazi (R K L Motorsports) – a 29s174

10-) 55. Renato Braga (R K L Motorsports) – a 1 volta

11-) 2. Mauri Zacarelli (R Sports) – a 1 volta

12-) 99. Edson Coelho (Js Star Racing) – a 7 voltas

NÃO COMPLETOU 75%

13-) 66. Felipe Guimarães (W2 Racing) – a 17 voltas

14-) 52. Victor Amorim (R Sports 2) – a 25 voltas

15-) 7. Beto Cavaleiro (C2 Team) – não largou

Melhor volta: Felipe Guimarães: 1min15s434 (146,5 km/h)

*Resultados sujeitos a verificações técnicas e desportivas